quarta-feira, agosto 13

Escada para o céu



Noite passada, sonhei com uma escada que tocava o céu. Eu tentei subir, eu tentei tocar o céu. Mas cada degrau que eu passava parecia ser ainda o primeiro. E eu fazia força, fechava os olhos. Mas lá estava eu ainda estática no mesmo degrau.

Confesso. Pensei em desistir. O céu era muito longe e alcançá-lo era dom de divindades. Foi quando eu escutei uma voz rouca de latim meio vago que dizia “Força, você consegue. Eu sou a lei.”

Procurei aquela voz misteriosa ao meu redor. E eu só conseguia ver branco e azul. Não havia nada. Não havia ninguém. Não havia chão. Apenas o céu e a escada. Eu tinha que subir. Aonde eu iria se não subisse? Olhei para cima e vi degraus sob degraus. Pensei comigo “Meu Deus, podes me ouvir?”

Parei por um instante e olhei para o degrau sobre meus pés. Ele brilhava e lá estava eu no reflexo, também a brilhar. Mas custei a perceber que era eu quem brilhava tanto. Um brilho que parecia vir do futuro anunciando o sucesso da vida.

Passei a acreditar mais em mim. E subi a escada. E toquei o céu.

1 FAÇA UM COMENTÁRIO:

paula vanessa disse...

um luxo! adorei a filosofia ^^
cada dia melhor, hein?!
e meu livro, cadÊ???
olha, olha...
vou cobrar! rum...
massa!
saudadesss

beijosss ;*

Postar um comentário

 
;