sábado, dezembro 13

Desabafo de adoles(trans)cente


Dessa vez a culpa foi sua. Sei que não devo culpar ninguém, mas tenha a certeza que foi um grande empurrão pra eu fazer aquilo de novo e não hesitei ao aceitar. Por mais uma vez te pergunto até quanto eu posso confiar, até quanto eu posso acreditar que não está de falsidade comigo e que realmente exista amizade entre nós.

Cade aquela criança amiga e irmã? Cadê a cumplicidade que existia entre nós? Por que tudo parece ter sucumbido assim de repente sem nenhum propósito? There is a heart beating here, where's yours?
....
Quer saber qual foi a sensação desta vez? Vontade de correr até não sentir mais minhas pernas, vontade de sorrir até perder o controle, vontade de ir embora, de fugir, de chorar, de morrer. Sim, morrer... Porque desta vez foi mais intenso, a dosagem se duplicou e eu nem tive tempo de perceber a tragédia que eu tava fazendo na minha vida. Cansei de ser julgada pelos meus erros e não por quem eu realmente sou. Cansei de me importar em fazer os outros felizes. Só não me deixe cansar de você.

2 FAÇA UM COMENTÁRIO:

Gustavo disse...

Se eu soubesse que era por causa dissom não tinha deixado...
amuh tuh...
bjo

Paula disse...

Adorei! Vai me servir, esse texto..
ê mlr, tu escreve d+ :DDD

Amo!
saudadess, amor.

Postar um comentário

 
;